Leonardo Coelho Brito “Leo Brito” obteve a maior rejeição no pleito eleitoral sendo derrotado nas urnas por 56,45% dos Alcobacenses, pela má gestão frente prefeitura, basta fazer uma pesquisa no TCM que encontramos suas irregularidades.

Na sessão desta terça-feira (05/05), o Tribunal de Contas dos Municípios multou o ex-prefeito de Alcobaça, Leonardo Coelho Brito, em R$ 15 mil e determinou o ressarcimento aos cofres municipais de R$ 176.500,00, com recursos pessoais, em razão da diferença existente na contratação de serviços de limpeza pública pelo município, no exercício de 2012, no montante de R$ 2.540.599,76, e na efetiva realização de despesas no importe de R$ 2.257.943,76. A relatoria também determinou a representação ao Ministério Público contra o gestor, considerando as fortes evidências de prática de ato de improbidade administrativa.

O relatório apontou que não houve comprovação das despesas realizadas no total de R$ 176.500,00, além de diversas inconsistências nos processos licitatórios realizados, tais como ausência de justificativa/comprovação dos preços estimados e de cotações de preços de três empresas; ausência de indicação das pessoas responsáveis pela fiscalização dos contratos; e ausência de certidão negativa do FGTS nos documentos de despesa.

Esses são os motivos da desconfiança do seu eleitorado, em Teixeira de Freitas seu pai Timóteo Brito acumulou 80% de rejeição sendo derrotado nas urnas por 60,91% um recorde.

Redação/PlantãoTeixeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *