Porto Seguro: A mulher morta pelo ex-marido em Porto Seguro, na noite de sábado (20), havia se separado dele há cerca de cinco meses e vinha enfrentando perseguição e ameaças constantes.

Segundo apurou a reportagem, o casal, que conviveu por 15 anos e tinha dois filhos, morava anteriormente no município de Itabuna, no sul do estado.

Após o fim do relacionamento, Márcia Santos Carvalho, 33 anos, mudou-se para a cidade da Costa do Descobrimento com os dois filhos e passou a trabalhar como vendedora ambulante nas praias da orla norte.

O acusado, Márcio dos Santos Chagas, de 40 anos, ainda de acordo com as informações, não aceitava o término do casamento e, há 30 dias, também veio morar na mesma cidade, arranjando um emprego em um supermercado local.

Ele continuou tentando se reaproximar da ex-companheira, ameaçando-a repetidamente, porém Márcia não o denunciou à polícia. O crime ocorreu quando Márcia estava em frente à casa do irmão, no bairro Cambolo, local onde residia temporariamente.

Ela foi surpreendida pelo ex-marido e esfaqueada seis vezes em diversas partes do corpo, incluindo costas, barriga, peito e atrás da orelha. Quando o socorro médico chegou, Márcia já estava sem vida. A faca usada no crime foi encontrada ao lado do corpo e recolhida pela perícia.

Márcio tentou fugir, mas foi detido por moradores locais, que começaram a agredi-lo. A polícia interveio, impedindo que ele fosse morto, e o encaminhou ao hospital com diversos ferimentos.

Após receber atendimento médico, Márcio foi levado à delegacia, onde foi autuado em flagrante pelo crime de feminicídio, definido como o assassinato de uma mulher motivado por questões de gênero.

Teixeira Agora/Radarnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie aqui!
Enviar via WhatsApp