Salvas da Extinção, a história do Projeto Baleia Jubarte, é a mostra de uma série de imagens com 30 anos do trabalho de proteção e preservação desses enormes animais marinhos.

As imagens das baleias jubartes estão expostas ao ar livre, até a próxima quarta-feira, dia 11, na Praça de Eventos Dr. Aquiles de Jesus Siquara, no centro de Caravelas.

De lá segue para o Centro de Visitantes do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, entre os dias 12 e 22 de maio.
Na sexta-feira (13) haverá um evento cultural – restrito a autoridades e convidados-, com autógrafos da autora principal do livro, a bióloga, Márcia Engel.
A HISTÓRIA DO PROJETO – Todos os anos, as baleias jubarte saem das águas geladas da Antártida, onde se alimentam, e nadam milhares de quilômetros em busca das águas quentes de Abrolhos, no extremo sul da Bahia.
O Arquipélago Nacional Marinho de Abrolhos, a mais importante área de reprodução dessa espécie no Atlântico Sul Ocidental, é berço das baleias jubarte, que fazem dessa região seu refúgio de amamentação e reprodução, entre os meses de julho e novembro.
A exposição mostra o trabalho realizado nessa região, com a pesquisa e proteção das jubartes nesses primeiros 30 anos. Uma verdadeira aventura épica, compilada no livro e numa série de imagens, com tudo o que foi feito e o impacto dessa intervenção humana para proteger o ecossistema natural desses animais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *